Água de reúso na indústria: responsabilidade econômica e social

 em Ambiental, Produção

Fazem poucas décadas que passamos a ter em mente que a água é um recurso finito e, portanto deve ser usado com responsabilidade, uma vez que, é um dos recursos essenciais à vida na Terra. 

Temos a falsa impressão de que esse bem é abundante, visto que 71% da superfície da terra é coberta por água em estado líquido. No entanto, de toda a água disponível no planeta, somente uma pequena porcentagem é própria para o consumo humano. Aproximadamente 3,5% da água do planeta é doce, e dessa porcentagem cerca de 69% está nas geleiras.

A indústria sempre foi a principal responsável pela questão hídrica do planeta, devido a má utilização desse recurso desde seus primórdios. Mas atualmente, devido à mudança de mentalidade da população em relação à água, indústrias vem sofrendo uma grande pressão a respeito desse assunto, seja por parte dos consumidores ou até mesmo do próprio estado.

 

O que é a água de reúso?

O termo “reúso”, diz respeito a tudo aquilo que usamos mais de uma vez. Água de reúso, portanto, seria uma água que pode ser reaproveitada, seja dentro ou fora da produção de sua indústria.

 

Como ela pode ajudar a sua empresa?

Após a década de 90, indústrias começaram a mudar de postura quanto às águas de reuso, uma vez que sentiram a necessidade da mudança, já que seus produtos estavam com preços inacessíveis, devido a subida do preço da água.

Para assumir parte de suas responsabilidades com o meio ambiente no que diz respeito à água, indústrias dos mais variados setores começaram a virar o jogo com o reúso. Isso porque investir na água de reúso industrial representa não apenas uma forma de cuidar de um recurso que é essencial como matéria-prima e também em vários processos, mas também de reduzir custos.

Segundo uma pesquisa recente feita pelo professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), Ivanildo Hespanhol, com 2.311 indústrias paulistas de médio e grande porte, aponta que o custo conjunto diário de consumo de água, sem reúso, é de cerca de R$ 1 milhão. Hespanhol estima que, sem grandes investimentos, é possível reusar cerca de 60% do total de água consumida em uma empresa. Ou seja, o custo total dessas 2.311 empresas com água cairia para cerca de R$ 400 mil por dia. 

 

Mas, como aplicar isso na minha empresa?

Para elaborar um projeto de reutilização de água nos processos industriais é preciso conhecer todas as etapas de produção, quantidade e qualidade de água empregadas em cada um dos processos, para estabelecer quais as formas de reutilização serão viáveis. Por via disso, o projeto para utilização da água de reúso deve ser personalizado para cada empresa.

Mas, em termos gerais, pode se dizer que a prática do reuso reduz a demanda sobre os mananciais, uma vez que diminui a exigência de retirada de água de fontes naturais, e pode ocorrer de duas formas: direta e indireta.

 

Mas o que seria direta e indireta?

No reúso direto, o tratamento da água é feito no próprio efluente que seria despejado no meio ambiente. No uso indireto, a água é captada de uma fonte já contaminada, num local um pouco mais abaixo de onde foram lançados os efluentes. Ou seja, a água utilizada no tratamento para o reúso é captada depois de lançada nos rios.

Outra alternativa para a redução de desperdício de água encontrada pelas empresas também é fazer a procura de indústrias, empresas de construção civil, prefeituras, comércio e transportadoras para comprar água de reúso se ela estiver disponível na região. 

Como você pode observar, reaproveitar água, além de ser bom para a sociedade e para o planeta, pode ser extremamente vantajoso economicamente.

Gostou da ideia da utilização de água de reúso na sua empresa? Entre em contato conosco! A CATALISA possui o direcionamento ideal e pode facilitar muito esse processo para você!

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário