Você sabe o que é Análise de Ciclo de vida e como ela pode impactar positivamente o seu negócio?

 em Ambiental, Produção, Química

 

Análise de Ciclo de Vida (ACV) é uma ferramenta para avaliar as consequências ambientais e à saúde humana associadas a um produto, serviço, processo ou material ao longo de todo o seu ciclo de vida (do berço ao túmulo), desde a extração e processamento da matéria prima  até o descarte final.  Essa avaliação contempla diversos aspectos: o consumo de energia, os processos que envolvem a manufatura, as embalagens, o transporte, os impacto relacionados ao uso, aproveitamento e reuso do produto, sua recuperação/reciclagem, entre outros.

A análise de Ciclo de Vida iniciou nos anos 60 e foi impulsionada pela crise do petróleo dos anos 70, quando a necessidade de fontes alternativas de energia e iniciativas para a otimização da utilização de recursos naturais tornaram-se ainda mais evidentes. Nesse contexto, um dos primeiros estudos de ACV que se tem referência foi desenvolvido em 1965 pela Coca Cola, que contratou o Midwest Research Institute (MRI) para comparar diferentes tipos de embalagens de refrigerante e selecionar aqueles que geravam menos impactos ambientais.

 

No ano de 1993, a International Standardization Organization (ISO) iniciou a elaboração das normas para a gestão ambiental de aceitação internacional. Como resultado desse trabalho, foi publicada a série de normas ISO 14000. Nesta série de normas encontram- se o conjunto de normas ISO 14040, que determinam a estrutura, os princípios, os requisitos e as diretrizes que devem constar em um estudo ACV.

De acordo com a ISO,  um estudo  de ACV é estruturado em quatro fases principais:

  • Fase da definição do objetivo e escopo:

Momento em que se determina as fronteiras do estudo, a quem se destinam os resultados, os critérios de qualidade, as regras de corte e as categorias de impacto a serem consideradas.

  • Fase de Análise de Inventário:

Coleta de dados que representam os fluxos de massa e energia que entram e que saem das diversas etapas do ciclo de vida do produto dentro das fronteiras estabelecidas na etapa anterior.

  • Fase de avaliação de Impactos:

Nesta etapa, os fluxos definidos no inventário são convertidos em impactos ambientais através da multiplicação dos valores brutos por fatores de equivalência que remetem a resultados em unidades comuns, como por exemplo, kg de CO2.

  • Fase de interpretação dos resultados:

Na parte final, busca-se identificar as questões significativas do estudo, checar a consistência dos resultados e definir as conclusões e recomendações.

 

Assim, a análise de ciclo de vida de um produto é extremamente importante pois facilita o gerenciamento ambiental na indústria, uma vez que sistematiza as questões associadas ao sistema de produção, melhora a compreensão dos processos de produção e facilita a identificação de prioridades para tomadas de decisão. Além disso, facilita o atendimento às leis e políticas ambientais e as exigências do mercado interno e externo, como ISOs e outras certificações.

Ficou interessado em como uma Análise de Ciclo de Vida pode impactar positivamente a sua empresa?  A CATALISA realiza projetos nessa área, entre em contato conosco!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário