Cosméticos Naturais: saiba quais são suas vantagens e por que eles são tendência no mercado

 em Ambiental

Os cosméticos naturais são uma das tendências atuais do mercado, em função da busca por uma sociedade mais ecológica e mais consciente sobre o que consome. Os consumidores estão mais exigentes com esse tipo de produto, o que impacta diretamente quem está produzindo. Tem curiosidade em como você pode preparar sua indústria para os novos rumos do setor de cosméticos? Ou tem interesse em empreender no ramo? Se você quer saber como usar o momento como uma oportunidade de negócio, esse blog pode ajudar para que você entenda melhor sobre o assunto.

 

Orgânicos, naturais e veganos: entenda as diferenças

 

Segundo a ECOCERT, organismo de inspeção e certificação de produtos orgânicos, os cosméticos podem estar divididos em: naturais, orgânicos e veganos. Para que possua o termo “orgânico” em sua embalagem, é preciso que haja uma porcentagem de 95% ou mais de ingredientes orgânicos em sua composição. A matéria-prima orgânica é proveniente de um cultivo sem uso de pesticidas ou organismos geneticamente modificados (OMG), conhecidos também como transgênicos. Também não podem conter substâncias químicas sintéticas, produzidas em laboratório. Para obter a certificação, todo o processamento do produto tem que estar de acordo com os critérios orgânicos, inclusive os produtos usados para limpeza de determinados maquinário. No Brasil e em vários outros lugares do mundo, existe um processo rígido de fiscalização desses produtos, em que todo o processo é verificado, desde a sua origem.

Já para os cosméticos naturais, a ECOCERT define que esses precisam ter no mínimo 95% de matérias-primas naturais, ou seja, tudo aquilo que foi extraído da natureza e não sofreu nenhuma alteração química ou mineralógica de seus componentes principais. Não podem conter as substâncias consideradas proibidas pelas certificadoras, como silicone, conservantes, corantes e fragrâncias sintéticos, derivados do petróleo, entre outros. As embalagens também estão entre os requisitos para certificação, por isso também é importante buscar por tecnologia de embalagens mais sustentáveis, sejam elas recicláveis ou biodegradáveis. 

Os cosméticos veganos são aqueles que não possuem nada de origem animal e são muito confundidos com os naturais, porém existe uma grande diferença: se um produto possui 100% de sua composição de ingredientes sintéticos de origem petroquímica e não foi testado em animais, ele é vegano, mas não é natural.

 

Por que os consumidores buscam esse tipo de produto?

 

Antes de você tentar entrar nesse mercado, é preciso entender por que os cosméticos mais naturais têm sido muito procurados. Em primeiro lugar, possuem um impacto ambiental menor do que os convencionais, pois a sua fabricação gera menos resíduos ao meio ambiente e também utiliza uma quantidade menor de água no processo produtivo. Além disso, muitos dos cosméticos tradicionais são desenvolvidos com base em testes em animais de laboratório, o que afasta alguns perfis de consumidores. Por último, algumas pessoas têm reações adversas aos cosméticos industrializados, como dermatites e intoxicações,  em função da alta porcentagem de substâncias sintéticas em sua composição.

 

Um novo espaço para empreendedores

Nesse ramo, é possível empreender de duas formas: produzir e vender, ou ainda apenas um dos dois. A produção artesanal nesse segmento de produtos mais naturais é muito valorizada pelos consumidores, pois é mais fácil de saber a procedência das matérias-primas e ter conhecimento sobre o processo. Além disso, dada a alta procura por esses produtos, as chances de sucesso são grandes. Empreender nessa área tem vários fatores positivos, inclusive a facilidade de vender, visto que as plataformas de marketplace, como Amazon, Mercado Livre e OLX, tiveram um grande impulso nos últimos meses. 

 

E para as indústrias já consolidadas, quais as vantagens?

 

O conceito de “marketing verde” ou “ecomarketing”, estratégia de marketing focada em ações que beneficiem o meio ambiente, tem ganhado visibilidade ao longo dos anos e quando implementado, pode render muitos frutos para sua empresa. Tem como objetivo principal impulsionar a imagem da empresa, bem como mostrar sua postura em relação à questões ambientais. Dessa forma, é possível atingir uma parcela maior de consumidores, principalmente aqueles que avaliam o quanto a empresa é eco-friendly ou “lixo zero” na hora de comprar seus produtos. Algumas dicas para que você possa implementá-lo em seu negócio:

  • Crie uma conscientização interna na sua empresa para poder identificar com mais facilidade onde é possível reduzir os impactos negativos ao meio ambiente;
  • Invista em reciclagem e reaproveitamento de materiais;
  • Substitua produtos que agridem o meio ambiente por aqueles que não agridem ou agridem menos;
  • Destine seus resíduos de forma ambientalmente correta;
  • Crie programas da sua empresa que colaborem para redução da degradação ambiental ou incentive programas que já existem;
  • Economize água na produção;
  • Pense em maneiras de aumentar a durabilidade dos seus produtos;

Faça com que a consciência ecológica da sua empresa fique em evidência, para que então você consiga agregar valor à marca.

 

Ficou com alguma dúvida e tem vontade de inovar no mercado, mas não sabe como? A CATALISA trabalha com desenvolvimento e análise de viabilidade de novos produtos e processos. Entre em contato conosco, nós sabemos como ajudar!

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário