Emissões atmosféricas: como ficar livre de preocupações

 em Ambiental

As emissões atmosféricas comumente liberadas pelas indústrias é um processo normal. Porém, é preciso estar alerta quando estas emissões ocorrem em quantidade, concentração, tempo ou características que estejam em desacordo com os níveis estabelecidos pela legislação. Confira mais sobre emissões atmosféricas e como sua empresa pode ficar livre de preocupações.

O monitoramento das emissões atmosféricas é entendido como uma avaliação do sistema dentro de parâmetros físicos e / ou químicos, direta ou indiretamente relacionados a substâncias sólidas, líquidas ou gasosas que são emitidas e dispersas no ar.

O plano visa manter os níveis de emissões atmosféricas dentro dos limites estabelecidos pela legislação em vigor e ser consistente com o bem-estar e a saúde dos residentes do entorno e trabalhadores da indústria.

 

O que são as emissões atmosféricas? 

As emissões atmosféricas representam o lançamento na atmosfera de substâncias capazes de causar alterações na atmosfera quando lançadas em concentrações superiores à sua capacidade de assimilação.

Essas substâncias denominam-se poluentes atmosféricos ou agentes de poluição do ar quando lançadas com intensidade, quantidade, concentração, tempo de exposição ou características que tornem ou possam tornar o ar impróprio e nocivo à saúde da população e ao meio ambiente.

 

Quais são as fontes? 

As fontes móveis são aquelas fontes espalhadas por toda a área, porque suas localizações não são fixas, portanto, não podem ser avaliadas diretamente. Por outro lado, as fontes fixas ocupam uma área pré-determinada, fixa, tornando possível uma avaliação direta da fonte emissora.

As fontes classificadas como fixas são geralmente aquelas empregadas em atividades de geração de energia, indústrias e mineração.

 

Como é feito o controle de emissões atmosféricas? 

O controle de emissão de gases industriais consiste no tratamento das matérias produzidas pelas indústrias antes que sejam despejadas na atmosfera, isso inclui a eliminação de névoas químicas formadas por gás ou ar, controlar odores, diminuir a liberação de solventes, tratar gases dos sistemas de combustão e muitos outros mecanismos desenvolvidos de acordo com a necessidade de cada cliente.

 

Benefícios da regulamentação para empresas

  • Vantagem competitiva, uma vez que a empresa atende às normas vigentes;
  • Prevenção ao meio ambiente;
  • Economia financeira com multas e redução do tempo de inatividade por meio de punições;
  • Ambiente de trabalho mais seguro para os colaboradores; 

 

Quais normas minha indústria deve atender? 

A norma regulamentadora das emissões atmosféricas é o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que por meio de suas resoluções determina os limites máximos de emissões de poluentes.

Assim, segundo a Resolução Conama nº 382/06, toda emissão é definida como o lançamento na atmosfera de qualquer matéria líquida, sólida ou gasosa. Essa emissão pode ser fugitiva (efetuado por uma fonte desprovida de dispositivo projetado para dirigir ou controlar seu fluxo) ou pontual (efetuado por uma fonte provida de dispositivo para dirigir ou controlar seu fluxo, como dutos e chaminés).

Desse modo, houve uma padronização dos limites, em que as antigas fábricas tiveram que se atualizar e diminuir significativamente suas emissões, de modo a se equiparar às novas fábricas.

Tal medida mudou drasticamente o volume de emissões, uma vez que as indústrias antigas comumente se encontravam no centro urbano da cidade, onde havia maior impacto poluidor.

 

Como a catalisa pode te ajudar a ficar livre de preocupações ?

Que tal ficar livre de preocupações? Elabore e obtenha documentos exigidos para a padronização e legalização da sua empresa, assegurando a conformidade com as normas ambientais.

Entre em contato com a Catalisa, fique livre de preocupações e ganhe destaque no mercado! 

 

 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

efluentes industriaisdestinação de resíduos